Sunday, May 20 2018
Advertisement
Home seta Artigos seta Caia na folia, mas não esqueça da saúde
Menu Principal
Home
O que é C.C.S.G
Estatuto
Informativos
Conheça nosso Bairro
Vizinho de Olho
Dicas de Segurança
Comércio Local
Profissionais Liberais
Banco do Emprego
Forum
Comunidades
Utilidades Públicas
Notícias
Artigos
Ofícios
Pesquisar
Ponto Base
Contato
Solte a Voz
Webmail
Administrador
Eventos
Maio 2018
D S T Q Q S S
29301 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2
Sociesc
Meu IP:
54.92.173.9


Caia na folia, mas não esqueça da saúde PDF Imprimir e-mail
Abuso do álcool, DSTs, intoxicação alimentar. Não deixe nenhum desses contratempos fazer parte do enredo do seu Carnaval.

Quem não gosta de Carnaval, mesmo que seja para aproveitar o período da folia para viajar e descansar? É claro que para muitas pessoas a chegada do reinado de Momo é sinônimo de alegria e diversão. Só que o período não se resume somente a agitação e brincadeiras, por isso, alguns cuidados são necessários para que, em vez de boas recordações, a Quarta-Feira de Cinzas não traga somente aborrecimentos.

As precauções começam na estrada que levam, principalmente, às praias, que ficam congestionadas. Toda viagem pode ter algum tipo de contratempo, por isso é importante dirigir com cautela e respeitar os limites de velocidade. O clinico-geral Ricardo Alves também recomenda que antes da viagem a alimentação seja leve e os lanches estejam bem acondicionados, para evitar que estraguem e possam causar diarréias e uma possível desidratação.

Alimentação

O folião deve dar preferência aos alimentos leves e de fácil digestão. Também é importante consumir carboidratos, que são alimentos que fornecem energia ao organismo, como pães, massas (com molhos leves), arroz e batata. “Esses alimentos irão fornecer mais energia para pular bastante e não se sentir esgotado rapidamente. Mas devem ser consumidos em pequenas quantidades, pois ir para a festa de estômago cheio pode provocar alguns desconfortos como náuseas e azia”, explica a nutricionista Michele Monteiro, da Maternidade Curitiba.

Quem freqüenta o litoral deve ter atenção com os frutos do mar e com alimentos que podem estragar com o calor, como maionese e cremes. Como as pessoas costumam ingerir grandes quantidades de bebidas alcoólicas durante a folia, a dica é intercalar a cerveja com água - para hidratar e minimizar a ressaca -, nunca beber em jejum nem misturar tipos diferentes de bebidas, além, é claro, de evitar exageros.

Barulho

Outro cuidado imprescindível é proteger o ouvido dos altos decibéis emitidos durante a folia, eles podem trazer danos, muitas vezes irreversíveis, à audição. “Quanto maior a intensidade e mais repetitivo o som, maior será o dano às células ciliadas da cóclea (órgão responsável pela audição sensorial), podendo levar até à surdez”, adverte o otorrinolaringologista do Hospital Iguaçu, André Ataíde.

Uma forma de prevenir problemas auditivos é se manter a uma distância segura do barulho e até, se necessário, usar protetores auriculares. Um dos primeiros sintomas de que algum dano ao ouvido é o zumbido. Entretanto, muitas vezes a pessoa já tem a sua audição prejudicada e não se dá conta do problema. “Há muitos casos da deficiência leve que só são descobertos após um exame específico”, alerta o especialista.

Álcool

Michele Monteiro faz questão de advertir para o exagero no consumo de bebidas alcoólicas. “O álcool pode levar a uma desidratação e a uma queda dos níveis de glicose”, lembra. Por isso, seu consumo deve ser moderado e nunca ser ingerido de estômago vazio. De acordo com a nutricionista, as bebidas alcoólicas, além de muito calóricas, em excesso podem levar a quadros de hipoglicemia, especialmente se for ingerida em jejum.

Para aqueles que não ficam sem esse combustível para animar a festa, a recomendação é intercalar bebidas alcoólicas com água, além de compensar com o dobro de um líquido não alcoólico para evitar ressaca no outro dia. A hidratação deve começar com antecedência e, preferencialmente, ingerir muita água, sucos de frutas e água de coco. “A perda de água através da transpiração é muito intensa, e junto a ela, ocorre a perda de muitos eletrólitos, como o sódio, potássio, magnésio e cloro”, explica a nutricionista.

Aids e hepatite B

A folia também esconde um perigo invisível: as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e aids. É nesta época que acontece um aumento considerável de infectados, já que as relações sexuais acontecem de forma mais irresponsável e sem compromisso. Como todo ano, o Ministério da Saúde distribuirá preservativos e desenvolverá uma campanha para alertar a população sobre a importância da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis (DST), com o uso de preservativos.

A campanha deste ano tem como tema o preservativo, com o slogan “Com camisinha, a alegria continua durante e depois da festa”. O “Vista-se” estará estampado nas peças publicitárias distribuídas às secretarias de saúde. O início da veiculação do comercial de TV e do spot (comercial) de rádio começou neste domingo (dia 11). As camisinhas serão colocadas à disposição da população em pontos estratégicos, principalmente no litoral.

Outra DST, a hepatite B, também preocupa as autoridades, já que seu contágio chega a ser até 100 vezes maior do que o da aids. Seu vírus (HBV) ataca o fígado e pode ser encontrado no sangue, saliva, sêmen, secreção vaginal, fluído menstrual, urina e no leite materno. A transmissão do HBV ocorre quando o sangue ou fluídos orgânicos contaminados penetram na corrente sanguínea, em geral, através de injeções ou relações sexuais desprotegidas.

Segundo o hepatologista Hugo Cheinquer, a ausência de sintomas faz com que a doença passe despercebida. “Quando surgem, se caracterizam por mal-estar, dores de cabeça e no corpo, cansaço, falta de apetite e febre até a mudança da coloração das mucosas e pele, que ficam mais amareladas”, explica. A urina com uma cor escura e as fezes mais claras também fazem parte do quadro de sintomas.

Outras dicas para um Carnaval saudável

- Capriche na alimentação antes, durante e depois da folia.

- Durante a festa, nada de estômago cheio. Faça uma refeição leve. Evite gorduras.

- Evite alimentos de procedência duvidosa.

- Beba bastante água.

- Procure sempre uma sombra, use boné e protetor solar.

- Durma bastante e evite emendar um dia no outro.

- Calce tênis e meia. Não caia na besteira de usar tênis novo, pois podem aparecer calos e bolhas.

- Dirija com cuidado. Se beber, não dirija.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Sociesc
© 2018 CONSEG - Conselho Comunitário de Segurança do Guabirotuba
Joomla! é um software livre disponibilizado sob licença GNU/GPL.